domingo, 24 de abril de 2011

Unidade


Eu não costumo postar nesse blog habitualmente, só quando algo atinge meu ego, de forma a me gerar uma necessidade de escrever. E aqui estou, porque esse assunto me atingiu de forma tal, em um contexto da minha vida.

Então, vamos lá: unidade provém de união, e união quer dizer se unir em prol de algo. Quando uma ou mais vontades se unem em prol de alguma coisa, então podemos chamar de "unidade". Seja em um contexto familiar, em um contexto afetivo, em um contexto de amizade, ou em um contexto qualquer, em que algumas pessoas visem se associar para produzir algo que dê trabalho, mas que gere alguma conseqüência positiva. Eis o significado de unidade.

Contudo, em muitas ocasiões, em que, por exemplo, uma pessoa perde o foco, ela deixa de produzir na mesma freqüência que as demais, a unidade deixa de existir, e o objetivo se torna mais distante. Em um namoro, por exemplo, quando uma das duas partes começa a deixar o foco "ficarmos juntos e sermos felizes", o namoro começa a desgastar e perde a unidade, até perder sua essência e chegar ao fim. O mesmo processo ocorre com os demais processos que envolvem uma "unidade". Quando pessoas estão dentro de um processo visando conquistar algo, e associando seus "braços", isso também é considerado um processo de unidade. São diferentes opiniões construindo consenso, em prol de um mesmo objetivo. Porém, quando uma, ou mais pessoas deixa o foco de lado, esse processo de unidade vai se desfazendo aos poucos, e como no exemplo do namoro, ao tempo que vai se desfazendo, vai perdendo sua essência, até se esvair.

O que eu quero dizer com tudo isso? Simples: onde há unidade, haverá êxito! Haverá vitória, haverá sucesso, mesmo que à longo prazo. Quando a unidade começa a se desfazer a partir de uma peça, esqueça! É que nem quebra-cabeça, vai se desfazer e acabar. A não ser que.. você tenha o "plano b", uma peça de reposição, alguém que queira adentrar no processo de "unidade" para produzir tão quão os demais, mas aí já é mais difícil. Recado dado.

4 comentários:

  1. ''Eu estou cansada de contar nos dedos. Quero contar para vocês sobre um conjunto unitário, algo que forme um só comigo.''

    http://decifra-me-ou-devoro-te.blogspot.com/2011/03/conjunto-unitario.html

    nós gostamos da brincadeira de transformar tudo em um só. Mas vamos combinar: vivemos das (e nas) brechas de uma união que ainda está por vir.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. voltando a ativa iago,veja o blog que lembrará vagamente,belo texto,estou te seguindo.
    abraços.

    ResponderExcluir
  4. Iago, desculpa ter demorado pra vir aqui, mas as coisas estavam meio complicadas. Seu texto é impecável, simples e direto. Só não concordo com uma coisa, e lá vem meu pessimismo: união não sempre ocorre em prol de algo necessariamente positivo. O positivo, aliás, é bem relativo. Mas enfim, só uma percepção minha :) Adoro ver que as pessoas escrevem, o que escrevem e que gostam disso. Fico feliz de ver teu blog e estou te seguindo! Passa no meu mais tarde :3
    www.crowinacage.blogspot.com
    Beijos!

    ResponderExcluir